AGENTE PENITENCIÁRIO DO CDP DE AMERICANA MORRE DE COVID-19

Escrito por em julho 20, 2020

O policial penal Celso Luiz do Prado, que trabalhava no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Americana, faleceu na madrugada de hoje (20) de covid-19. A informação foi divulgada pelo Sifuspesp (Sindicato dos Funcionários do Sistema Prisional do Estado de São Paulo). Prado é o 2º funcionário do CDP que morre por coronavírus. No estado, já são 23 vítimas. O sindicato publicou a seguinte nota: “O Sifuspesp comunica o falecimento do policial penal Celso Luiz Prado, do Centro de Detenção Provisória de Americana, que morreu nesta segunda-feira (20) devido ao contágio por coronavírus. Trabalhador do turno do CDP, Prado deixa esposa e filhos. É o 23º servidor do sistema prisional que lamentavelmente perde a vida para a COVID-19, o segundo no mesmo CDP. A direção do sindicato está à disposição para prestar todo apoio necessário neste momento, e expressa condolências e profundo pesar à família do policial penal.”, definiu a nota.

Até o fechamento dessa publicação, a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) ainda não havia se manifestado sobre a morte do agente. O site apurou que sete funcionários do CDP de Americana estão afastados por causa da covid-19.

Atualização: Na tarde de hoje (20), a SAP divulgou a seguinte nota: “A Secretaria da Administração Penitenciária informa um servidor do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Americana faleceu na madrugada de hoje (20).
O homem havia dado entrada no Hospital Municipal local na tarde de sábado (18), apresentando falta de ar e sendo isolado preventivamente por suspeita de COVID-19.
A direção da unidade está em contato com a família para oferecer auxílio e obter informações do ocorrido, inclusive sobre o resultado de exames que apontem a comprovação da doença”, concluiu a nota. 

Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]