ALGUNS VEREADORES DE AMERICANA QUEBRAM ANTIGO VÍCIO

Escrito por em janeiro 13, 2021

Um antigo vício de vereadores de Americana, por décadas, começa lentamente a ser quebrado por alguns membros da nova Câmara Municipal empossada no último dia 1 de janeiro. Muito acostumados apenas a fazer requerimentos sobre assuntos diversos, esperando toda a burocracia da resposta da Prefeitura apenas no papel, pelo menos três deles – Daniel Cardoso (PDT), Gualter Amado (Republicanos) e Sílvio Dourado (PL) – decidiram neste começo de mandato sair de seus gabinetes. Em menos de 15 dias, o trio foi pessoalmente em busca de informações e respostas diretamente com secretários e integrantes do Poder Executivo, o que agiliza e facilita uma possível solução em conjunto.

No caso do vereador Daniel Cardoso, ele foi pessoalmente conversar com o superintendente da Fundação de Saúde de Americana (Fusame), José Carlos Marzochi, e com o diretor clínico do Hospital Municipal Waldemar Tebaldi, Cláudio Luiz Cecim Abraão, sobre melhorias na estrutura de atendimento do hospital. Lá ele tratou sobre implantação de farmácia 24 horas, ampliação do número de profissionais médicos e aquisição de novos equipamentos e mobiliários. “Atuo há quase vinte anos naquele hospital, conheço bem cada um de seus colaboradores e sua estrutura organizacional, e no exercício desta vereança que se inicia seremos essa ponte entre servidores do hospital, prefeitura e demais órgãos de outras esferas governamentais, com o objetivo de promover adequações e buscar recursos para ações prioritárias”, afirmou. Ele também esteve com a médica Silvia Helena Gonçalves Sarmento Murray, especialista do ambulatório de oftalmologia do Núcleo de Especialidades, para tratar de melhorias no atendimento à população. Obteve informações diretas sobre os atendimentos realizados no local e principais demandas do ambulatório. “É preciso mantermos esse ambulatório com todas as ferramentas necessárias para cuidar da saúde ocular, pois a visão está diretamente relacionada à qualidade de vida e autoestima das pessoas”, comentou Daniel.

O vereador Gualter Amado (Republicanos) também resolveu sair de seu gabinete neste começo de legislatura. Reuniu-se com o secretário adjunto de Trânsito de Americana, Pedro Peol, para apresentar as solicitações feitas por moradores para melhorias no sistema viário em diversas regiões da cidade. Dentre as demandas feitas pelo parlamentar está a mudança de um semáforo localizado na Avenida Europa que está atrapalhando a passagem de veículos em frente ao Condomínio Itália, no bairro Jardim Bela Vista. “Para evitar acidentes mais graves pedimos que avaliem se a mudança para a Rua Flamengo pode ser executada”, afirmou. Outra solicitação de moradores na Avenida Europa é necessidade de inibir os veículos que transitam em alta velocidade. “O radar que está na altura do número 2245 precisa ser realocado para o quarteirão entre a Rua Iugoslávia e a Avenida São Jerônimo, pois o local em que está instalado atualmente não tem efeito prático e infelizmente já tivemos acidentes fatais”, acrescentou Gualter.

Outro vereador, de primeiro mandato, que parece estar interessado em buscar informações in loco do que somente através de requerimentos é Sílvio Dourado, do PL. Ele já se reuniu com o secretário municipal de Saúde, Danilo Carvalho Oliveira, para discutir as necessidades da área da saúde em Americana, apresentar demandas da população e ouvir contribuições e orientações do secretário. “O intuito do encontro foi conhecer nosso novo secretário de Saúde, que tenho certeza que fará um excelente trabalho nesta pasta tão importante e com tantas urgências que é a saúde pública de Americana. Conversamos brevemente na intenção de começar a entender melhor o funcionamento da secretaria: as demandas, o cenário, os ambientes e os funcionamentos diversos, para que nossas ações sejam exercidas de maneira correta e para que tenhamos êxito em cada uma delas”, disse o parlamentar. “As instituições só podem ser verdadeiramente transformadas através de pessoas humanizadas e competentes, que colocam o coração em tudo que fazem por amor ao outro, pois não podemos ser máquinas de ‘bater carimbos’. Cuidar da saúde é defender a vida desde a concepção até o seu fim natural”, concluiu Dourado.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]