AMERICANA CHEGA A 200 MORTES POR COVID-19

Escrito por em dezembro 21, 2020

A Prefeitura de Americana informou hoje (21) que foram registrados mais três óbitos por Covid-19, totalizando 200 mortes causadas pela doença. As vítimas são: uma mulher de 58 anos, moradora do Jardim da Paz, que faleceu no dia 17 de dezembro, na própria residência, e não tinha comorbidades informadas; um homem de 47 anos, do Mário Covas, que faleceu no dia 20 de dezembro, em hospital particular, era cardíaco e transplantado; e um homem de 63 anos, do Jardim Brasília, que faleceu no dia 20 de dezembro, no Hospital Municipal e não tinha comorbidades. Ainda nesta segunda-feira, foram registrados mais 130 casos. Agora, o município tem 7.983 casos positivos, sendo 200 óbitos, 22 internados, 247 em isolamento domiciliar e 7.514 recuperados; 92 suspeitos, sendo dois óbitos, 28 internados em hospitais e 62 em isolamento domiciliar; além de 12.849 descartados.

Ocupação de leitos

A Secretaria de Saúde de Americana informou, nesta segunda-feira (21), que a ocupação de leitos destinados exclusivamente para pacientes suspeitos ou confirmados de Covid-19 é de 52% com respiradores (de 56 no total, 29 estão ocupados) e de 38% sem respiradores (de 71 no total, 27 estão ocupados). Esse percentual leva em consideração todos os leitos do município, tanto do Hospital Municipal, quanto dos hospitais particulares. A ocupação de leitos apenas no Hospital Municipal é a seguinte: 53% com respiradores (de 17 no total, 9 estão ocupados) e 83% sem respiradores (de 18 no total, 15 estão ocupados). A ocupação de leitos em cada um dos hospitais particulares de Americana está disponível no www.americana.sp.gov.br/coronavírus. Ressalta-se que os dados do boletim da Vigilância Epidemiológica com relação aos internados podem ser divergentes dos dados de ocupação de leitos em razão de alguns fatores. O principal deles é que o boletim registra apenas os casos de residentes em Americana e a ocupação de leitos pode ser de pessoas que não residem no município, por isso, não constam no boletim. Outras situações são o tempo de notificação oficial do paciente internado e ocorrências de altas ou óbitos.


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]