Americana começa a vacinar novos grupos contra a Covid

Escrito por em maio 8, 2021

Seguindo o Plano São Paulo de vacinação contra a Covid-19, Americana começa na próxima segunda-feira (10) uma nova etapa de vacinação. Além dos idosos com mais de 60 anos, a primeira dose também será destinada para gestantes e puérperas que tenham comorbidades, pessoas submetidas a transplante de órgão, portadores de Síndrome de Down, pessoas com deficiência permanente, renais crônicos que estejam realizando hemodiálise e portadores de comorbidades. Para cada grupo existe determinação de faixa etária e a vacinação será realizada por meio de agendamento, que pode ser feito a partir das 16h deste sábado (8) no site www.saudeamericana.com.br, da Secretaria de Saúde. Neste sábado (8) as agendas estão abertas para o público-alvo da segunda-feira (10) sendo que as próximas serão abertas sempre um dia antes aos grupos subsequentes da semana. A vacinação da primeira dose para idosos com 60 anos ou mais e profissionais de saúde, bem como a segunda dose para idosos com 68 anos ou mais e profissionais de Saúde e Educação continuam sendo ofertadas também por agendamento durante a semana.

Síndrome de Down e transplantados
Na segunda-feira (10) serão vacinadas as pessoas que foram submetidas a transplantes e portadores de Síndrome de Down. Nesta etapa somente serão vacinados indivíduos comprovadamente transplantados e que fazem uso de medicamentos imunossupressores, além dos portadores de Síndrome de Down, ambos na faixa etária de 18 a 59 anos.
As pessoas submetidas a transplantes deverão comprovar o procedimento realizado com a apresentação de um relatório médico, além de receita ou carta médica comprovando que fazem uso de medicamento imunossupressor.
Na segunda-feira a vacinação da segunda dose continua sendo oferecida aos profissionais de Saúde e aos profissionais da Educação com idade mínima de 47 anos, além dos idosos com 68 anos ou mais, todos por agendamento.
Gestantes e puérperas com comorbidades e deficientes físicos permanentes
Na terça-feira (11) será a vez das gestantes e puérperas portadoras de comorbidades receberem a primeira dose do imunizante.  Todas precisam estar na faixa etária dos 18 aos 59 anos. Além disso, elas devem apresentar um atestado médico que comprove serem portadoras de comorbidades.
Os portadores de deficiência permanente começam a ser vacinados também na terça-feira. Nesse caso, a exigência é que os indivíduos estejam na faixa etária dos 55 aos 59 anos.
Também na terça-feira, a Secretaria irá disponibilizar a primeira dose às pessoas com 60 anos ou mais e a segunda dose aos profissionais de saúde e idosos com 68 anos ou mais.
Portadores de comorbidades
Na quarta e quinta-feira, 12 e 13 de maio, será a vez dos portadores de comorbidades na faixa etária dos 55 aos 59 anos receberem a primeira dose. As pessoas contempladas nesse grupo devem comprovar, por meio de carta ou atestado médico, o tipo de comorbidade apresentada, já que nem todas serão contempladas (veja abaixo a lista das comorbidades).
Na quarta-feira, os indivíduos com 60 anos ou mais também receberão a primeira dose e os idosos com 68 anos ou mais e profissionais de saúde receberão a segunda dose da vacina.
Na quinta-feira (13), apenas os portadores de comorbidade serão vacinados nas unidades.
Os renais crônicos que são submetidos à hemodiálise também serão vacinados na terça-feira. Nesse caso, a Vigilância Epidemiológica irá até as clínicas que oferecem o serviço de hemodiálise para efetuar a vacinação, a exemplo do que foi feito com as ILPIs (Instituição de Longa Permanência para Idosos).
Tipos de comorbidade elegíveis para a vacinação:
Esta relação está sujeita a alterações, já que o município segue os mesmos critérios adotados pelo governo estadual.
Diabetes melittus
Pneumopatias crônicas graves
Hipertensão arterial resistente (HAR)
Hipertensão arterial estágio 3
Hipertensão arterial estágio 1 e 2 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade
Insuficiência cardíaca (ICC)
Cor-pulmonale e Hipertensão pulmonar
Cardiopatia hipertensiva
Síndromes coronarianas
Valvopatias
Miocardiopatias e Pericardiopatias
Doenças da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas
Arritmias cardíacas
Cardiopatias congênitas no adulto
Próteses valvares e Dispositivos cardíacos implantados
Doença cerebrovascular
Doença renal crônica
Imunossuprimidos
Hemeglobinopatias graves
Obesidade mórbida
Cirrose hepática

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]