Conselho de Ética da Alesp decide pela cassação de Arthur do Val

Escrito por em abril 13, 2022

O Conselho de Ética da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) aprovou por unanimidade nesta terça-feira (12) o relatório que pede a cassação do deputado Arthur do Val (União Brasil) em razão de áudios sexistas sobre mulheres ucranianas. O deputado, conhecido como “Mamãe Falei” afirmou nas gravações, entre outras coisas, que as mulheres ucranianas “são fáceis porque são pobres”. O relatório sobre o caso, feito pelo deputado estadual Delegado Olim (PP-SP) após 21 representações enviadas por deputados, foi lido em sessão iniciada pouco após as 14h. Olim avaliou que houve quebra de decoro e que a divulgação dos áudios maculou a imagem da Assembleia Legislativa, cabendo, portanto, a perda do cargo. “Este processo conta com diversos núcleos de imputações à pessoa do deputado estadual Arthur Moledo do Val”, afirmou. Em seguida, o relatório foi aprovado por unânimidade no Conselho. Votaram a favor os nove membros do colegiado: Enio Tatto (PT), Adalberto Freitas (PSDB), Barros Munhoz (PSDB), Wellington Moura (Republicanos), Delegado Olim (PP), Erica Malunguinho (Psol), Campos Machado (Avante) e Marina Helou (Rede). Também votaram a favor o corregedor Estevam Galvão (União Brasil) e a presidente do órgão, Maria Lúcia Amary (PSDB). O deputado Arthur do Val ainda não perdeu o mandato. A decisão do Conselho de Ética segue agora para a Mesa Diretora da Casa, que precisará aprovar a resolução. Em seguida, o caso segue para o plenário da Alesp, onde será necessário o voto da maioria dos deputados para que o parlamentar perca o cargo. A Alesp conta com 94 deputados. A data da votação em plenário ainda não foi marcada.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]