COVID-19: AMERICANA REGISTRA MAIS 7 ÓBITOS E CHEGA A 54

Escrito por em julho 20, 2020

A Vigilância Epidemiológica de Americana informou no começo da noite de hoje (20) mais 7 óbitos por coronavírus e o total chegou a 54. Ainda nesta segunda-feira foram comunicadas mais duas mortes suspeitas. Os óbitos confirmados são: uma mulher de 54 anos, do Jardim Recanto, faleceu no dia 17 de julho em hospital particular, era cardíaca, obesa e tinha doença renal crônica; um idoso de 83 anos, do Zanaga, morreu no dia 17 de julho no Hospital Municipal (HM) e tinha asma; um homem de 61 anos, da Vila Mariana, faleceu no dia 17 de julho no HM, era hipertenso e cardíaco; um idoso de 88 anos, do Cidade Jardim, faleceu no último dia 18 no HM e era cardíaco; uma mulher de 65 anos, do Vale das Nogueiras, morreu hoje (20) no HM, e tinha diabetes e doença renal crônica; uma idosa de 96 anos, do São Roque,  faleceu no último dia 12 em um hospital particular, era diabética e cardíaca; e um homem de 65 anos, do São Manoel, morreu na sexta-feira (17) em um hospital particular, e era diabético, renal crônico e cardíaco. Agora, o município tem 1.051 casos positivos, sendo 54 óbitos, 14 internados, 267 em isolamento domiciliar e 716 curados; 293  suspeitos, sendo oito óbitos, 15 internados em hospitais e 270 em isolamento domiciliar. Além disso, o município contabiliza 1.804 casos que eram considerados suspeitos, mas que já foram descartados pelo resultado de exame negativo.

Ocupação de leitos Covid-19

A Secretaria de Saúde também informou que até às 13h30 de hoje, que a ocupação de leitos destinados exclusivamente para pacientes suspeitos ou confirmados de Covid-19 era de 70% com respiradores (de 57 no total, 40 estão ocupados) e de 70% sem respiradores (de 63 no total, 44 estão ocupados). Esse percentual leva em consideração todos os leitos do município, tanto do HM, quanto dos hospitais particulares. A ocupação de leitos apenas no HM era de 73% com respiradores (de 15 no total, 11 estão ocupados) e 70% sem respiradores (de 20 no total, 14 estão ocupados). Ressalta-se que os dados do boletim da Vigilância Epidemiológica com relação aos internados podem ser divergentes dos dados de ocupação de leitos em razão de alguns fatores. O principal deles é que o boletim registra apenas os casos de residentes em Americana e a ocupação de leitos pode ser de pessoas que não residem no município, por isso, não constam no boletim. Outras situações são o tempo de notificação oficial do paciente internado e ocorrências de altas ou óbitos.


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]