ENTIDADES E PREFEITO DE AMERICANA FAZEM APELO A JOÃO DORIA

Escrito por em abril 29, 2020

Um documento será entregue nesta quarta-feira (29) à assessoria do governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB). Trata-se de um apelo assinado por representantes de nove entidades da cidade e pelo refeito Omar Najar (MDB). Em síntese, a carta diz que Americana está sendo penalizada com a proibição de funcionamento de vários setores comerciais, mesmo com índices baixos de coronavírus e hospitais praticamente vazios no atendimento a estes casos. As entidades e o prefeito pedem que Doria entenda que não se pode punir uma cidade que não tem os mesmos problemas da Capital. Ontem, porém, o Estado já rejeitou pedido semelhante de Campinas. A atual etapa da quarentena em todos os 645 municípios paulistas vai até 10 de maio e, a partir de então, Doria informará o que pode reabrir. Assinam o documento de Americana representantes locais da Associação Comercial e Industrial de Americana, Ordem dos Advogados do Brasil, Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, Centro das Indústrias do Estado de São Paulo, Associação dos Engenheiros, Agrônomos e Arquitetos de Americana, Associação das Empresas de Serviços Contábeis de Americana, indicato dos Contabilistas de Americana, Sumaré, Nova Odessa, Santa Bárbara d’Oeste e Hortolândia, Sindicato do Comércio Varejista de Americana, Nova Odessa e Santa Bárbara d’Oeste e Sindicato das Indústrias de Tecelegam, Fiação, Linhas, Tinturaria, Estamparia e Beneficiamento de fios e tecidos de Americana, Nova Odessa, Santa Bárbara d’Oeste e Sumaré. O prefeito também assina.


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]