FEBRE MACULOSA: AMERICANA TEM 14 PONTOS PERIGOSOS

Escrito por em setembro 16, 2021

A febre maculosa voltou, nesta semana, a ser um risco para os moradores de Americana, ao ponto das autoridades de saúde divulgarem 14 locais apontados como perigo real pela existência de grande quantidade do carrapato-estrela. A orientação básica é para que as pessoas evitem os locais de mata, próximo a rios, córregos, entre outros, áreas consideradas de risco com incidência do transmissor da doença. Contaminado, o carrapato pica o ser humano e provoca a febre maculosa, que é uma doença infecciosa, causa febril aguda e de gravidade variável. Ela pode variar desde as formas clínicas leves e atípicas até formas graves, com elevada taxa de letalidade. A febre maculosa é causada por uma bactéria do gênero Rickettsia, transmitida pela picada do carrapato, sempre próximo, por exemplo, de locais onde existam capivaras.

LOCAIS PERIGOSOS

– Área da Carioba: pesqueiros do Rio Piracicaba, próximos ao parque têxtil da Rua Carioba
– Área da Casa de Cultura Herman Müller: mata ciliar adjacente ao Ribeirão Quilombo
– Área do Rio Jaguari: região pós-represa do Salto Grande (chácaras nas proximidades da Colônia Agrícola do Sobrado Velho)
– Área do Museu Histórico: pesqueiros na confluência dos rios Atibaia e Jaguari
– Área do Assentamento Milton Santos: matas ciliares do Rio Jaguari e Córrego Jacutinga
– Área da ponte do Rio Piracicaba, sobre a Rodovia Anhanguera: pesqueiros locais
– Área do Rio Piracicaba: pesqueiros nas proximidades do Centro de Detenção Provisória de Americana
– Área da represa do Jardim Imperador: Residencial Portal dos Nobres

– Área da Praia dos Namorados: orla da Represa do Salto Grande
– Área do Jardim Mirandola: pastos e matas periféricas
– Área da Praia do Zanaga: braço da Represa do Salto Grande entre os bairros Antônio Zanaga e Vale das Nogueiras
– Área da Usina da CPFL: Represa de Salto Grande
– Área do Ribeirão Quilombo: toda a extensão
– Área verde do Parque Nova Carioba: mata ciliar do córrego Bertine


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]