Perrengue: repórteres se recusam a voar em novo Globocop

Escrito por em janeiro 11, 2021

Como medida de redução de gastos, os Globocops de São Paulo e Rio de Janeiro foram trocados pela Globo, mas não agrador os repórteres.

Ao menos três profissionais pediram para não voar no novo modelo. Segundo informações, na primeira semana de uso, uma equipe de reportagem teria passado por momentos de tensão.

Victor Di Pietro, especialista em helicópteros, explicou que os dois modelos são semelhantes, mas o Esquilo, o Globocop anterior, tem mais potência devido ao motor. Ele também tem capacidade para cinco passageiros e um piloto, enquanto o Robinson 44 (novo Globocop) tem capacidade para três passageiros e um piloto.

Fonte:Notícias da TV


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]