Suspeito de participar de ataque a transportadora de valores no PR é preso em Hortolândia

Escrito por em maio 9, 2022

Em mais uma ação dentro da operação “Sufoco”, a Polícia Civil (PC) através do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), prendeu neste domingo (8), em Hortolândia, um homem de 39 anos, suspeito de participar do ataque a transportadora de valores no interior do Paraná. Integrantes da 5ª Delegacia da Divisão de Investigações sobre Crimes contra o Patrimônio (Disccpat) apuravam as atividades do procurado, que é experiente em roubos a banco e a empresas de transporte de valores, quando conseguiram localizá-lo na Rua Padre Manoel Bernardes, no Jardim Amanda. O autor ostentava diversas escoriações, lesões em cicatrização, paralisia na face e estava com o braço em uma tipoia em decorrência de fraturas. Questionado, o homem afirmou ter passado por uma cirurgia recente na face e que os ferimentos foram causados por um capotamento de veículo durante a fuga, após o ataque a uma base de transporte de valores na cidade de Guarapuava (PR), na noite do dia 17 de abril.
Ataque no Paraná
No estado do Paraná, mais de 30 criminosos fortemente armados tentaram assaltar uma empresa de transporte de valores, em Guarapuava, ao mesmo tempo que atacavam o 16ª Batalhão da Polícia Militar (BPM) do município.
Na ação, ocorrida entre a madrugada do domingo (17/4) e segunda-feira (18/4), moradores foram feitos reféns e utilizados em cordão humano, e veículos foram incendiados. Além disso, um policial morreu e duas pessoas ficaram feridas.
 
Novo cangaço
São intitulado crimes do “novo cangaço” aqueles que são praticados durante a noite ou madrugada e consistem no cerco de uma cidade por um grupo de criminosos. Os delitos normalmente ocorrem no interior dos estados e resultam no roubo de grandes quantidades de dinheiro.

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]